Skip to main content

A escolha do piso: Optamos pelo laminado

Pensando superficialmente sobre a escolha do piso, parece uma coisa muito simples, mas se pesquisarmos, nós veremos que existe uma imensidão de materiais e modelos de cada um deles que chega até a dar um nó na cabeça!

Alguns modelos de pisos mais comuns para interiores:

Escolha do tipo de piso

Porcelanato

Apesar de ser confundido visualmente com a cerâmica algumas vezes, o porcelanato possui um processo de fabricação um pouco mais complexo que ela, por causa disso seu acabamento é, digamos assim, mais perfeito, podendo ter um rejunte bem menos espesso. Outro aspecto é sua resistência, ela é maior porque esse material é menos poroso e por isso absorve menos água. Os preços variam muito dependendo do modelo ou marca.

Cerâmico

O piso cerâmico comum é um material um pouco mais simples que o anterior, sendo assim um pouco mais barato, mas existem modelos lindos e até mesmo bem caros.

Laminado

O piso laminado possui uma vantagem muito grande para quem está com o prazo apertado e/ou não pode fazer sujeira no local. Sua colocação é muito simples, com colocação estilo macho e fêmea (com encaixe) e um manto utilizado para melhorar a acústica, pois esse piso faz um pouco de barulho para quem costuma utilizando salto alto. Mas com relação a sua resistência é muito boa se for de boa qualidade como as das marcas mais famosas: Eucafloor e Durafloor. A variedade de produtos também é bem grande, e existem lindos modelos que variam de R$ 55,00 a R$ 100,00 o m² com rodapé e instalação.

Vinílico

Sua maior qualidade é a capacidade acústica e temperatura. É um material super moderno que pode ou não ter aparência amadeirada, e por isso com ele você pode deixar a criatividade te levar e fazer paginações incríveis. Sua desvantagem? Com certeza o custo, ele é o dobro ou mais do valor do piso laminado.

Madeira Natural

A madeira natural também possui um custo bastante elevado e na onda da ecologia utilizar piso natural não é uma coisa muito sustentável. Mas por outro lado é um piso lindo e resistente.

Sobre a nossa escolha

Pelo custo e pela sujeira que os outros pisos nos causariam, optamos pelo piso laminado que é super prático e é bem gostoso ao toque, não é frio e nos possibilita andar descalços.
Olhando na internet, escolhemos a marca Durafloor para começar a escolha do piso porque possui uma variedade de linhas muito grande com muitos modelos, e os escolhidos foram:

Carvalho Missoni, da linha Trend:

Piso Carvalho Missoni
Piso Carvalho Missoni

Amendola Curaçao, da linha Way:

Piso Amendola Curaçao
Piso Amendola Curaçao

Então fomos até a loja Akbamentos em Cachoeirinha, onde fomos muito bem atendidos, e os pisos pareciam muito diferentes dos vistos na internet e optamos por outro modelo: Carvalho York. O rodapé escolhido foi o da própria marca, na cor branca 7cm.

Carvalho York Durafloor

Sobre a instalação do piso

A instalação foi muito rápida, feita por apenas um rapaz em apenas 2 dias, incluindo a regularização do contrapiso.
Veja abaixo algumas fotos da colocação no nosso apartamento. Nós amamos! Ficou como imaginávamos e o acabamento ficou muito bom. Ele me parede um moderno rústico ou rústico moderno, não sei! Rsrs

Colocação do piso no nosso apartamento em Carvalho York
Colocação do piso no nosso apartamento em Carvalho York

E vocês, curtiram? Comentem e se tiverem alguma dúvida, perguntem!

Gostou? Compartilhe!

Como escolher e fazer o projeto do forro de gesso

Bom, como já falamos aqui, o forro de gesso é o primeiro passo da reforma. Isso porque ele faz sujeira, precisa da instalação das luminárias e precisa ser pintado. Esse item da reforma pode agradar tanto os mais básicos, com um gesso liso ou como poucos detalhes, quanto os mais exuberantes, com curvas, sancas e detalhes de moldura.

Fonte: Construgesso
Fonte: Construgesso

O gesso pode ser convencional (o mais comum, mesmo sistema das molduras de gesso) ou drywall (sistema seco de gesso e muito mais prático). Ambos podem ser utilizados, mas o drywall é um pouco mais caro e muito mais prático, rápido e limpo (esse é o mesmo sistema das paredes de gesso acartonados). Os dois sistemas podem receber os mais diversos projetos de gesso liso ou sanca…

Fonte: Santos&Santos

Dicas para projetar o forro de gesso e a iluminação

  • Utilize o forro para distribuir as luminárias de forma que ilumine tudo que for necessário;
  • Pense em um tipo de iluminação geral, decorativa e funcional. Sendo, por exemplo, um plafon como luz geral, leds iluminando quadros como decorativa, e pendente ou algo direcionado sobre a bancada de trabalho como iluminação funcional. Veja mais dicas de projeto de iluminação;
  • Peça para o gesseiro colocar negativo de 3cm ou 2cm próximo a parede. O gesso trabalha e pode rachar se estiver encostado. Além disso, o negativo facilita na hora da pintura;
  • Se você tiver 2 espaços em 1 (jantar e estar no mesmo lugar), você pode dividi-los com uma sanca em um dos ambientes ou nos dois, para criar setores;
  • Se possível contrate um profissional para projetar o gesso e a iluminação do seu lar, aprenda mais sobre forro de gesso aqui;
  • Por último, mas não menos importante, rebaixe pelo menos 15cm para termos a garantia de que todos os modelos de embutidos poderão ser utilizados.
Fonte: Mayse Mendonça
Fonte: Mayse Mendonça

E as molduras de gesso (ou rodaforros)?

Como o forro de gesso é um gasto maior do que as molduras, elas são ótimas opções para quem quer melhorar o acabamento da pintura sem expandir muito os gastos.

Existem os rodaforros que realmente são feitos de gesso, marcenaria e os que são feitos de poliuretano (aquele material parecido com o isopor). Ambos, se bem colocados, funcionarão muito bem em todos os ambientes da sua casa, eles podem ser pintados ou não dependendo de como ficou o acabamento (com exceção do rodaforro de marcenaria).

Qual tipo de gesso escolher?

Existem os mais variados. Vejam alguns estilos abaixo:

Roda-forros mais modernos:

São mais lineares, mais retos, não possuem curvas ou arabescos. Veja abaixo:

Exemplos de rodaforro moderno

Roda-forros clássicos:

Mais rebuscados e elaborados são ideais para as pessoas que não largam mão da classe. Elas também são utilizadas em volta das luminárias centrais. Veja alguns exemplos:

Roda-forros simples:

Apesar de eu estar chamando de rodaforros simples, eles também são muito bonitos, possuem um bom custo x benefício e se adaptam muito bem em qualquer tipo de ambiente. Estou chamando assim apenas porque eles são os mais fáceis de ser encontrados.

Exemplos de molduras simples
Exemplos de molduras simples

Então é isso, espero que o post tenha ajudado vocês a encontrar o melhor tipo de forro de gesso e/ou roda-forro para o lar de vocês!

Gostou? Compartilhe!

4 DICAS para reformar um apartamento novo

Enfim, o tão esperado sonho da casa própria! Compramos nosso primeiro apartamento depois de muito pensar no assunto, guardar dinheiro e procurar bastante. Quando pensamos em comprar nosso primeiro lar, é claro que o mais importante é guardar dinheiro para a entrada, parcelas, taxas e outras despesas, mas e depois, como planejar a reforma?

Bom, se você comprou um apartamento novo, como é o nosso caso, aqui vão algumas dicas:

  1. Peça a ligação da luz do seu apartamento, pois sem ela, qualquer coisa que for feita só poderá ser feita a tarde. Se tiver alguma tomada para ser alterada, também já poderá fazer isso.
  2. Se optarem por gesso, ele deverá ser o próximo da lista. Algumas pessoas optam por um forro de gesso liso, outros preferem não colocar (o que a princípio é o nosso caso) e outros preferem algum trabalho mais elaborado. Nesse último caso, um projeto luminotécnico vai ser super necessário. Veja uma ideia abaixo:

    apartamento novo
    Fonte: Revista Sua casa
  3. Agora é a hora de fazer a pintura. Faça alguns testes com as cores que tiverem chance de ser a escolhida, nunca se esquecendo de optar por produtos de qualidade. Utilize fitas para tapar as portas e janelas.
  4. Após pintura e gesso, é a hora de fazer a colocação do piso. Se optar pelo porcelanato, opte por uma peça que se enquadre bem no tamanho do seu apartamento, por exemplo, se a sua sala for enorme, utilize peças como 80x80cm… Outra opção com ótimo custo benefício é o piso laminado/flutuante, que possui uma colocação super limpa e rápida, podendo ser entregue em apenas 1 dia. Uma terceira opção para quem gosta de madeira e pode investir um pouco mais, são os pisos vinílicos, PVC, são altamente resistentes podendo ser utilizados até na cozinha, mas prepare-se que o custo é pelo menos o dobro do laminado. O rodapé também já será colocado nessa parte.

Agora que toda a base da execução está pronta, você já pode começar montagem de móveis, decoração com espelhos, papel de parede, cortinas, tapetes e luminárias soltas até que sua casinha fique com a cara tão esperada!

Nós ainda estamos na fase do piso do nosso APÊ mas logo logo vamos mostrando a evolução a vocês…

Gostou? Compartilhe!