Skip to main content

Dicas para Pintar as Paredes Internas da Casa

Uma boa pintura é capaz de renovar qualquer ambiente, seja por desgaste da cor na parede ou para mudar a decoração e cores do espaço. Mas para que realmente fique bem feito a pintura de ambientes internos ou externos, é importante ter uma mão de obra qualificada ou em casos mais simples você mesmo pode tentar fazer a sua pintura, tomando os devidos cuidados.

Quando nós recebemos nosso apê, todas as paredes já estavam pintadas de branco, mas nós preferimos alterar. E como não faríamos destaque de cores em alguma parede, e elas já estavam lisinhas, decidimos pintar nós mesmos.Como fazer a pintura de ambientes internos

Até a colocação do split, que nos exigiu contratar alguém para corrigir os fechamentos dos tubos dos splits, pois era massa corrida que não acabava mais. Veja aqui as cores que escolhemos, e a foto de um dos quartos, abaixo:

Cor escolhida nos quartos

Para quem, como nós, quer pintar a sua casa, veja abaixo algumas dicas de como pintar, escolher a cor, pintar sobre um grafiato, fazer grafiato e etc…

Como escolher a cor da tinta?

Antes de tudo, veja as marcas do mercado, e não escolha pelo preço! Pesquise as marcas e veja qual é a mais indicada no seu caso e se é necessário ser anti-mofo, sem cheiro e etc. Após escolher o produto, chega a hora de escolher a cor. O ideal é pegar a paleta de cores e olhar na vertical, pois é assim que a luz irá atingir as paredes depois. Veja em uma iluminação que irá ser próxima da que você vai usar. Exemplo: Se for usar fluorescente branca, veja a paleta sobre ela, se for usar dicróicas ou outras halógenas, é importante olhar em uma iluminação parecida.

Escolha então 2 ou 3 tons próximos ao que você quer, compre os testes e pinte uma área grande, de pelo menos uns 50cm de largura na parede onde será usada a cor. Com esses testes você conseguirá escolher a cor ideal para o seu ambiente, já que na paleta nunca fica exatamente da cor que ficará na parede. Você pode comprar os testes online no site da Suvinil ou em uma loja da sua região.

Quais os materiais que são necessários para fazer uma pintura?

Basicamente será necessário trincha/pincel para acabamentos, rolo com um extensor (cabo de vassoura), fita-crepe, massa corrida, a tinta, lixa, lona plástica para proteção, espátula, misturador e bandeja para pintura.

Como saber a quantidade de tinta a ser usada

Você precisa saber a medida das paredes e multiplicar pela altura, e depois multiplicar novamente pela quantidade de demãos que normalmente é 2 ou 3. O resultado disso dará a metragem total que deverá ser pintada. Aí basta ver nas embalagens das tintas qual o rendimento do produto. Caso tenha dúvidas, leve as medidas para a loja, que o vendedor poderá ajudar a calcular.

Como preparar o ambiente para a pintura

Analise o espaço e veja o que precisa ser protegido. Se houver algum móvel proteja com lona, ou lençóis; Rodapés, rodaforro e paredes com outra cor, proteja com fita adesiva que pode ser comprada em lojas de pintura, junto com as  tintas. Caso ainda não tenha rodapés, melhor ainda, basta proteger o piso com lona ou jornais. Também retire os espelhos das tomadas e interruptores e proteja as esquadrias e maçanetas com fita crepe.

Como preparar as paredes para pintura ficar lisa?

Primeiramente, passe massa corrida com uma espátula para corrigir pequenas imperfeições. No caso de buracos mais profundos, use gesso. Deixe secar por meia hora e passe uma lixa (normalmente nº150 para alvenaria, mas veja com o lojista a indicação para cada tipo de parede) onde foi aplicado o produto ou onde for necessário corrigir. Após terminar esse processo, é importante tirar todo o pó e sujeira das paredes para que a tinta seja aplicada e não descasque onde houver sujeiras e poeira.

Como fazer a pintura das paredes?

Pegue uma trincha e passe nos cantos das paredes, próximo ao forro e cantos das paredes onde foi colada a fita para proteção. Depois disso, use o rolo sempre no sentido vertical para aplicar a tinta no restante da parede. Deixe secar bem antes de fazer outra demão.

No caso de listras, como fazer listrado com tintas?

Após pintar a parede com a cor base, normalmente a mais clara, divida as faixas com fita-crepe, pinte com a cor desejada, e retire a fita com cuidado após secar bem. Depois, com um pincel bem fininho, preencha qualquer imperfeição que ficar nos cantinhos.
Como pintar listras nas paredes

É possível pintar por cima de uma parede com grafiato?

Se você quer apenas renovar a parede com a mesma cor, uma mão de pintura será o suficiente. No caso de trocar a cor toda, você precisará de um pouco mais de paciência, usar o rolo bem molhado e até um pincel caso seja necessário para tapar algum detalhe onde o rolo não conseguiu chegar. Você precisará fazer umas 3 demãos com o rolo para cobrir a cor existente.

Com essas dicas, com certeza você conseguirá deixar seus ambientes com as paredes mais bonitas e coloridas! Agora é simples pegar suas ideias de decoração e cores e fazer com que a sua sala ou quarto fique com um visual diferente. Quem sabe fazer umas listras, uma parede destacada com cor ou até mesmo fazer uma lousa com tinta específica preta ou verde?

Veja outras dicas de reforma para apartamento novo aqui!

Gostou? Compartilhe!

Como comprar testes de cores da Suvinil Online

A Suvinil mais uma vez nos surpreendendo! Agora mais uma ideia genial que vai nos trazer praticidade na hora de escolher a cor das tintas! A marca está facilitando para comprar testes de cores, tudo online pelo site deles.

É muito simples de fazer a compra, basta você se cadastrar com todos os dados de entrega e dados pessoais, escolher a cor das tintas e finalizar as compras. O preço para 2 latinhas teste é R$ 35,00 e para 4 latinhas está em promoção por R$ 45,00. Além de escolher as suas cores preferidas para os testes, você também pode optar pelas sugeridas para cada ambiente ou as tendências do ano.

O frete também é pago mas quando fui calcular para minha casa, o frete ficou grátis e 5 dias de prazo de entrega. Uma beleza não é? Veja mais informações aqui no site da Suvinil.

Opções de kits de amostras sugeridas pela Suvinil:

Para lavanderia, a Suvinil escolheu um ambiente da Casa Cor Maranhão como referência, e a tinta Oceano Atlântico e Bordô!

Sugestoes de cores para lavanderia suvinil

Sugestao de cores para lavanderia oceano e bordo suvinil

Esse outro ambiente também está na lista de sugestões da Suvinil para cores de sala. Essa é uma opção de um kit de 4 cores ótimo para quem quer escolher a cor geral da pintura em tons de bege: Allure, Areia do Deserto, Bombom de licor e Choconhaque.

Cores tendencia para sala na suvinl

kit cores para sala suvinil

Outro kit de 4 cores prontos para teste, foram escolhidos para a suíte do casal. Eles optaram por cores leves e contrastantes, em 3 tons de azul e um laranja, sendo na ordem: Manga, Jeans Lavado, Opalina e Índigo Blue.

sugestao de cores para suite do casal suvinil

sugestao de cores para suite do casal indigo jeans lavado manga

Além dessas, existem outros kits prontos e lindos, mas que você também poderá testar assim como testamos as cores Palito de Picolé e Diamante Lapidado antes de pintar nosso apartamento.

Eu amei essa ideia deles e com certeza vou comprar os testes logo para pintar mais alguma coisa no nosso apartamento!

Gostou? Compartilhe!

Melhores tampos de granito e mármore para cozinha

Agora que temos os móveis da cozinha instalados, temos que colocar o tampo e cuba, mas as inúmeras cores existentes podem nos deixar confusos na hora de escolher o material ideal. Por isso vou aproveitar que precisamos escolher a nossa e fazer esse post para auxiliar na minha escolha e na de vocês.

Quais as pedras mais utilizadas na cozinha?

As pedras podem ser de mármore, granito, silestone, corian e outras menos comuns. Porém na cozinha o mármore não é a pedra ideal para ser utilizada pois tem uma absorção grande e pode manchar rapidamente se for uma cor clara. Cores escuras tem mais resistência. Então veja abaixo quais são os melhores tampos de granito para você!

O silestone e o corian não são pedras naturais, por isso tem baixissima absorção e mancham bem menos, porém são bem mais caras do que o granito ou mármore. Eles também facilitam na hora de criar um tampo com cuba no mesmo material e as cores são as mais variadas possíveis, podendo ser vermelho, laranja, azul, verde e até mesmo o branco que resistirá muito bem.

Já o granito tem o custo bem mais baixo, e por isso acaba sendo o material mais utilizado em cozinhas. Dependendo da pedra escolhida, poderá manchar, mas com bem menos facilidade do que o mármore.

Como escolher a pedra da cozinha? Quais os padrões mais usados?

Antes de escolher esse item, pense um pouco: como serão os seus móveis sob medida? E a cor? É importante que a tonalidade deles não brique. Por exemplo, se você optar por móveis mais cinzas, não ficará legal um granito bege ou marrom e assim por diante.

Granito Preto Absoluto:

Dentre os granitos pretos, esse é o mais caro por ser bem mais homogêneo e sua cor ser bem limpa possuindo até um pouco de brilho. É uma pedra linda e fica ótimo em ambientes mais luxuosos.

Fonte imagem: MGR marmoraria
Fonte imagem: MGR marmoraria

Granito São Gabriel:

p-Granito-Verde-Ubatuba-Prola3
Fonte imagem: A casa da Sheila

Esse tampo é praticamente todo preto, porém é possível vermos os  grãos e por esse motivo ele é mais barato do que o preto absoluto. Sobre a qualidade, é um ótimo produto, muito usado em cozinhas. É a minha escolha mais provável até agora.

Granito Verde Ubatuba:

Esse granito, como diz o nome, é verde, mas se o ambiente não bate sol direto ele até engana bem como preto, parecendo muito com o preto são gabriel, mas mais barato que ele.

Granito verde ubatuba na cozinha
Fonte imagem: Loura construções

Mármore Marrom Imperial/Imperador:

Acho essa uma pedra linda, mas como eu sempre digo é para quem a ama muito! Ela possui muitos veios e bem marcados por isso é importante que ela seja a estrela do ambiente e não móveis cheios de detalhes e cores. Prefira utilizá-lo em cozinhas com móveis brancos e pastilhas discretas.

Tampo de marmore marrom imperador
Fonte da imagem: Marmoraria Nunes

Granito Marrom absoluto:

Se sua cozinha irá para os tons de bege ou branco poderá usar o granito marrom absoluto. É uma pedra um pouco cara por ser homogênea, mas é linda. Acho que essa com certeza seria uma das minhas escolhidas se os móveis do meu apê não fossem todos puxados para os tons de cinza e a minha cozinha com preto e madeira escura.

Fonte imagem: Casa das pedras Ubatuba
Fonte imagem: Casa das pedras Ubatuba

Granito Itaúnas:

Para quem quer uma pedra clara de granito, essa é uma boa opção. Porém pode ser que essa pedra manche sim, então você precisará ter um pouco de cuidado para limpar logo quando derramar vinho, café, molho e outros alimentos com corante. Além disso não esqueça de pedir para que ela seja impermeabilizada.

granito branco itaunas tampo da cozinha mancha
Fonte imagem: Dicas do novo apê

Então pessoal, essas são as pedras mais usadas na cozinha. Eu estou pensando em colocar o São Gabriel ou o Branco Itaúnas. E vocês?

Gostou? Compartilhe!

A escolha das tintas para a casa

A obra do apê estava parada, mas agora retomamos com tudo! E a pintura já está finalizada! Mas hoje viemos fazer um post sobre como foi a escolha das tintas para o nosso apartamento!

Bom, desde o início, eu e o Evandro queríamos usar tons diferentes de tintas. Eu possuo preferência pelos tons de bege, e ele pelo cinza. Por conta disso, nós decidimos utilizar uma cor para a parte da sala e o micro corredor, e outra para a área íntima (os quartos).

A cor da sala:

A princípio, escolhemos pintar a sala com a cor gelo, e acabamos fazendo. Mas a cor ficava meio transparente, falhada em alguns pontos. E, como não iríamos colocar o split agora, mas acabamos colocando, tivemos que pintar novamente. Aí trocamos a cor e escolhemos a Diamante Lapidado, Toque de Seda, da Suvinil. A cor é bem clarinha, mas no tom que queríamos mesmo, um acinzentado que não interferirá na decoração.

diamante lapiidado

A cor dos quartos:

Os quartos eram da minha escolha, mas com os inúmeros tons existentes acabei escolhendo o Palito de Picole, também Toque de Seda, da Suvinil. A cor, quando pintamos a primeira mão parecia meio rosada, o que nos assustou um pouco, mas com a secagem e a segunda mão, a tinta ficou bem mais bonita.

Tinta Suvinil Palito-de-Picole

 

A cozinha:

Como já recebemos o apartamento todo na cor branca, optamos por deixar o branco na cozinha e no futuro colocar alguns azulejos na parte da pia. O branco foi deixado para dar maior luminosidade no ambiente junto das lâmpadas fluorescentes brancas.

O que acharam? (PS: Não encontramos fotos melhores, ainda… :D)

Gostou? Compartilhe!

A escolha do piso: Optamos pelo laminado

Pensando superficialmente sobre a escolha do piso, parece uma coisa muito simples, mas se pesquisarmos, nós veremos que existe uma imensidão de materiais e modelos de cada um deles que chega até a dar um nó na cabeça!

Alguns modelos de pisos mais comuns para interiores:

Escolha do tipo de piso

Porcelanato

Apesar de ser confundido visualmente com a cerâmica algumas vezes, o porcelanato possui um processo de fabricação um pouco mais complexo que ela, por causa disso seu acabamento é, digamos assim, mais perfeito, podendo ter um rejunte bem menos espesso. Outro aspecto é sua resistência, ela é maior porque esse material é menos poroso e por isso absorve menos água. Os preços variam muito dependendo do modelo ou marca.

Cerâmico

O piso cerâmico comum é um material um pouco mais simples que o anterior, sendo assim um pouco mais barato, mas existem modelos lindos e até mesmo bem caros.

Laminado

O piso laminado possui uma vantagem muito grande para quem está com o prazo apertado e/ou não pode fazer sujeira no local. Sua colocação é muito simples, com colocação estilo macho e fêmea (com encaixe) e um manto utilizado para melhorar a acústica, pois esse piso faz um pouco de barulho para quem costuma utilizando salto alto. Mas com relação a sua resistência é muito boa se for de boa qualidade como as das marcas mais famosas: Eucafloor e Durafloor. A variedade de produtos também é bem grande, e existem lindos modelos que variam de R$ 55,00 a R$ 100,00 o m² com rodapé e instalação.

Vinílico

Sua maior qualidade é a capacidade acústica e temperatura. É um material super moderno que pode ou não ter aparência amadeirada, e por isso com ele você pode deixar a criatividade te levar e fazer paginações incríveis. Sua desvantagem? Com certeza o custo, ele é o dobro ou mais do valor do piso laminado.

Madeira Natural

A madeira natural também possui um custo bastante elevado e na onda da ecologia utilizar piso natural não é uma coisa muito sustentável. Mas por outro lado é um piso lindo e resistente.

Sobre a nossa escolha

Pelo custo e pela sujeira que os outros pisos nos causariam, optamos pelo piso laminado que é super prático e é bem gostoso ao toque, não é frio e nos possibilita andar descalços.
Olhando na internet, escolhemos a marca Durafloor para começar a escolha do piso porque possui uma variedade de linhas muito grande com muitos modelos, e os escolhidos foram:

Carvalho Missoni, da linha Trend:

Piso Carvalho Missoni
Piso Carvalho Missoni

Amendola Curaçao, da linha Way:

Piso Amendola Curaçao
Piso Amendola Curaçao

Então fomos até a loja Akbamentos em Cachoeirinha, onde fomos muito bem atendidos, e os pisos pareciam muito diferentes dos vistos na internet e optamos por outro modelo: Carvalho York. O rodapé escolhido foi o da própria marca, na cor branca 7cm.

Carvalho York Durafloor

Sobre a instalação do piso

A instalação foi muito rápida, feita por apenas um rapaz em apenas 2 dias, incluindo a regularização do contrapiso.
Veja abaixo algumas fotos da colocação no nosso apartamento. Nós amamos! Ficou como imaginávamos e o acabamento ficou muito bom. Ele me parede um moderno rústico ou rústico moderno, não sei! Rsrs

Colocação do piso no nosso apartamento em Carvalho York
Colocação do piso no nosso apartamento em Carvalho York

E vocês, curtiram? Comentem e se tiverem alguma dúvida, perguntem!

Gostou? Compartilhe!

Como escolher e fazer o projeto do forro de gesso

Bom, como já falamos aqui, o forro de gesso é o primeiro passo da reforma. Isso porque ele faz sujeira, precisa da instalação das luminárias e precisa ser pintado. Esse item da reforma pode agradar tanto os mais básicos, com um gesso liso ou como poucos detalhes, quanto os mais exuberantes, com curvas, sancas e detalhes de moldura.

Fonte: Construgesso
Fonte: Construgesso

O gesso pode ser convencional (o mais comum, mesmo sistema das molduras de gesso) ou drywall (sistema seco de gesso e muito mais prático). Ambos podem ser utilizados, mas o drywall é um pouco mais caro e muito mais prático, rápido e limpo (esse é o mesmo sistema das paredes de gesso acartonados). Os dois sistemas podem receber os mais diversos projetos de gesso liso ou sanca…

Fonte: Santos&Santos

Dicas para projetar o forro de gesso e a iluminação

  • Utilize o forro para distribuir as luminárias de forma que ilumine tudo que for necessário;
  • Pense em um tipo de iluminação geral, decorativa e funcional. Sendo, por exemplo, um plafon como luz geral, leds iluminando quadros como decorativa, e pendente ou algo direcionado sobre a bancada de trabalho como iluminação funcional. Veja mais dicas de projeto de iluminação;
  • Peça para o gesseiro colocar negativo de 3cm ou 2cm próximo a parede. O gesso trabalha e pode rachar se estiver encostado. Além disso, o negativo facilita na hora da pintura;
  • Se você tiver 2 espaços em 1 (jantar e estar no mesmo lugar), você pode dividi-los com uma sanca em um dos ambientes ou nos dois, para criar setores;
  • Se possível contrate um profissional para projetar o gesso e a iluminação do seu lar, aprenda mais sobre forro de gesso aqui;
  • Por último, mas não menos importante, rebaixe pelo menos 15cm para termos a garantia de que todos os modelos de embutidos poderão ser utilizados.
Fonte: Mayse Mendonça
Fonte: Mayse Mendonça

E as molduras de gesso (ou rodaforros)?

Como o forro de gesso é um gasto maior do que as molduras, elas são ótimas opções para quem quer melhorar o acabamento da pintura sem expandir muito os gastos.

Existem os rodaforros que realmente são feitos de gesso, marcenaria e os que são feitos de poliuretano (aquele material parecido com o isopor). Ambos, se bem colocados, funcionarão muito bem em todos os ambientes da sua casa, eles podem ser pintados ou não dependendo de como ficou o acabamento (com exceção do rodaforro de marcenaria).

Qual tipo de gesso escolher?

Existem os mais variados. Vejam alguns estilos abaixo:

Roda-forros mais modernos:

São mais lineares, mais retos, não possuem curvas ou arabescos. Veja abaixo:

Exemplos de rodaforro moderno

Roda-forros clássicos:

Mais rebuscados e elaborados são ideais para as pessoas que não largam mão da classe. Elas também são utilizadas em volta das luminárias centrais. Veja alguns exemplos:

Roda-forros simples:

Apesar de eu estar chamando de rodaforros simples, eles também são muito bonitos, possuem um bom custo x benefício e se adaptam muito bem em qualquer tipo de ambiente. Estou chamando assim apenas porque eles são os mais fáceis de ser encontrados.

Exemplos de molduras simples
Exemplos de molduras simples

Então é isso, espero que o post tenha ajudado vocês a encontrar o melhor tipo de forro de gesso e/ou roda-forro para o lar de vocês!

Gostou? Compartilhe!