Skip to main content
Tipos de internet - radio, fibra, banda larga

Quais os tipos de internet disponíveis para minha casa?

Com a necessidade de trabalhar em casa, surge a obrigação de ter uma boa internet no nosso apartamento. E devido a localidade e falta de espaço nas caixas de operadoras comuns (GVT, Net e Oi) na região, começamos a buscar outros tipos de conexões para que pudéssemos ser bem atendidos e ter uma rede de qualidade no nosso lar.

Além disso, assim como eu, sei que muita gente também não está satisfeita com essas operadoras, pois em toda minha vida de internet já tive pelo menos 2 dessas empresas na minha casa. Então vale a pena fazer uma comparação das nossas outras opções para tentar fugir um pouco da convencionalidade.

Tipos de internet - rádio, fibra, banda larga

Contudo, preciso avisar que não sou nenhuma técnica na área, e essa é uma pesquisa que fiz para que nós mesmos pudéssemos tomar a melhor decisão.

Internet 3G

Muita gente conhece e já utiliza esse tipo de conexão nos próprios celulares e smartphones, e fazendo dele uma espécie de “wi-fi”, podemos utilizar no computador também.  Ela pode ser contratada por meio das grandes operadoras de celular (Vivo, Tim, Claro e OI) e dependendo muito da sua região ela pode ou não ter um bom sinal, mas a velocidade nunca será muito grande. Esse tipo de internet é válido para quem utiliza apenas para e-mails, redes sociais e ler alguns sites.

Internet 4G

Não são todas as localidades que possuem essa conexão. Embora a operadora disponibilize o sinal, não é sempre possível que ele chegue no seu aparelho. Além do que, aparelhos mais antigos não recebem esse sinal, pegando apenas o 3G. O 4G é mais rápida que a anterior, com taxas de download e upload mais rápidas. As grandes empresas de celulares dispõe no próprio site, um mapa para você saber se na sua região já está disponível o sinal para o 4G ou somente o 3G tem cobertura ainda.

Internet convencional – Banda larga

Como todo mundo sabe, essa internet chega para todas as residências (das grandes e médias cidades) via cabeamento telefônico geralmente. A velocidade desse tipo de internet varia de 1Mbps a 50Mbps, dependendo da disponibilidade da operadora e da região, porém, a taxa de download e upload é bem mais baixa e, segundo a Anatel, a empresa precisa enviar o mínimo de 30% da velocidade contratada, só que sabemos que a realidade não é essa e muitas vezes não recebemos nem 10% da velocidade contratada. Em dias de chuva, assim como todos os tipos de internet, a conexão piora bastante por haverem barreiras entre as antenas, atrapalhando a passagem de sinal. As empresas mais comuns que disponibilizam banda larga são: Net, GVT e Oi.

Via rádio

A internet via rádio é toda feita por antenas. Muita gente acha que por ser apenas via rádio a internet cai o tempo todo, porém, isso acontecia anos atrás quando pessoas não preparadas trabalhavam com isso. Hoje em dia é importante que você pesquise uma empresa com frequência própria e um bom suporte para que você não tenha surpresas ruins com a mesma. É comum que as empresas que trabalham com esse tipo de rede sejam menores e atendam algumas cidades próximas ou regiões. Pelo que pesquisei, os planos residências variam de 1MB a 5MB, porém, possuem planos empresariais feitos especialmente para atender este outro tipo de demanda.

Via Fibra Ótica

Esse tipo de internet é todo feito com cabos de fibra ótica que possibilitam uma maior velocidade no envio de dados sem perca de sinal e qualidade. O único defeito dessa opção é o custo de instalação, afinal, toda tecnologia nova possui um preço mais elevado e é por isso que ela ainda não é utilizada por grandes operadoras para atender a maioria dos clientes. Então se você está pensando em contratar uma empresa de Fibra Ótica, precisará pesquisar bem e ver se está disponível na sua região. Com a Vivo, em algumas cidades do Brasil, já é possível contratar a Fibra para sua empresa ou residência, basta verificar no site da vivo.com.br.

No nosso caso, o 3G e 4G não era uma opção devido a grande demanda que precisamos de internet. A internet convencional (OI, GVT, NET) não estava disponível na região por se tratar de um bairro novo, e a fibra ótica precisava de uma boa quantidade de contratos para ser instalada devido ao grande custo.

Optamos então pela internet via rádio de uma empresa local, com ótimas qualificações e ótima taxa de download e upload.

Espero ter ajudado um pouco vocês a definir esse assunto que para alguns pode parecer bobagem, mas para quem realmente necessita deste bem… Ou mal, que chamamos de internet, é um assunto de extrema importância!

Qualquer dúvida que tenha, pode deixar nos comentários, terei o maior prazer em lhe ajudar.

Gostou? Compartilhe!